Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Política Home > Política > Como começou a guerra fria
Como começou a guerra fria
Autor: Amy Knight
EAN: 9788501075185
Gênero: Política
Páginas: 364
Formato: 16 x 23 cm
Editora: Record
Preço: R$ 70,90
   

Semanas após o fim da Segunda Guerra Mundial, Igor Gouzenko, jovem criptógrafo da embaixada soviética em Ottawa, no Canadá, abandonou o posto com um maço de papéis secretos escondidos sob a camisa e foi até a redação de um jornal da cidade. Sua atitude sem precedentes iria mudar o curso da história do século XX.

A deserção de Gouzenko provocou ondas de choque que repercutiram muito além da capital canadense e deflagraram uma caçada internacional a espiões no mundo inteiro. Os documentos secretos que Gouzenko levou consigo naquele dia sugeriam que agentes soviéticos - entre eles o conceituado cientista nuclear inglês Alan Nunn May - estavam roubando segredos atômicos do Ocidente. O chefe do FBI em Washington, J. Edgar Hoover, agarrou-se às revelações de Gouzenko: as provas de espionagem serviam perfeitamente ao seu propósito de demonizar os soviéticos e desmoralizar os liberais da Casa Branca. A Guerra Fria tinha, de fato, começado.

Utilizando os mais recentes arquivos de inteligência abertos ao público e entrevistas com muitas personagens-chave envolvidas no caso, Amy Knight examina o conteúdo das revelações de Gouzenko e sonda os motivos ocultos que o levaram a desertar. Ela descreve como Gouzenko, a Real Polícia Montada do Canadá - que, além de protegê-lo, prendeu suspeitos sem provas e submeteu-os a interrogatórios durante semanas - e o governo do primeiro-ministro Mackenzie King estavam envolvidos, todos, em uma trama muito maior. E expõe de forma brilhante as conexões entre esses eventos e o endurecimento das relações políticas entre Moscou e as capitais do Ocidente, a prática da culpa por associação e o fim do movimento para o controle internacional da bomba atômica.

Amy Knight

AMY KNIGHT

é doutora em Política Russa pela London ...


A imaginação totalitária
Francisco Razzo
R$ 59,90

A miséria da política
Fernando Henrique Cardoso
R$ 54,90

Reforma eleitoral no Brasil: Legislação, democracia e internet em debate
Joaquim Falcão (Org.)
R$ 42,90


Autor Carlos Minuano participa do talk show 'The Noite com Danilo Gentili'
13/07/2018
Saiba mais

Jornalista inclui canal 'Alexandrismos' em sua lista de favoritos
Alexandra Gurgel é citada como 'influenciadora do bem' por jornalista
09/07/2018
Saiba mais

Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais