Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Romance brasileiro Home > Romance brasileiro > Querido assassino
Querido assassino
Autor: Dalton Trevisan
EAN: 9788501023353
Gênero: Romance brasileiro
Páginas: 158
Formato: 14 x 21 cm
Editora: Record
Preço: R$ 47,90
   

O vampiro de Curitiba ficou na saudade. Já não precisa mais ficar parado na esquina, mão no bolso, escondendo a pata cabeluda do lobisomem, esperando o beijo da virgem, mordida de taturana. Dalton Trevisan já o pendurou no armário, ao lado do calendário de santinhos. E partiu, aventuroso poeta dos dramas minúsculos/ maiúsculos da cidade. À revelação arrebatadora dos seus novos e riquíssimos personagens, sempre iguais na aparência, sempre diferentes na essência. O que aparece também neste Querido assassino é uma nova surpresa de um escritor cada vez melhor, reservada, sobretudo àqueles que se cristalizaram na facilidade de, lendo mal, achar que a verdade se ajusta ao lugar-comum da incompetência: “Mas ele escreve sempre o mesmo livro!” Erotismo pânico – como bem escreveu M. Cavalcanti Proença – moral anárquica, humor impiedoso, Dalton junta mais 16 contos à sua obra, 16 pérolas engastadas na joia com as iniciais D.T. gravadas. Triângulos amorosos, adultérios, seduções, assassinatos, espancamentos, estupros. Amor e ódio. O mundo de Dalton. Violência e Kitsch, denúncia e chanchada: Querido assassino fascina o leitor como aquele broche de madrepérola no decote de veludo. Com seu estilo guerrilheiro de diálogos certeiros, de elipses alucinantes, de imagens inesperadas que visam à razão e à emoção dos leitores, esses pobres fantoches manipulados pelo mefistofélico e mirabolante autor. Com tais artes e mágicas, para que Dalton precisa ainda de um velho vampiro?

Dalton Trevisan

No dia 14 de junho de 1925, nasce Dalton Trevisan. Em Curitiba, ...



O tipo certo de garota errada (Vol. 1 As Garotas)
A. C. Meyer
R$ 39,90

Onde o amor se esconde
Veridiana Maenaka
R$ 39,90

Todo vícios
Maitê Proença
R$ 32,90


O anão e a ninfeta, de Dalton Trevisan, vence a 10ª edição do Prêmio Portugal Telecom na categoria contos
27/11/2012
Saiba mais

Dalton Trevisan vence o Prêmio Camões de 2012
Saiba mais