Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Romance estrangeiro Home > Romance estrangeiro > Irmã morte
Irmã morte
Autor: Justo Navarro
Título Original: Hermana Muerte
Tradutor: Luís Carlos Cabral
EAN: 9788501082008
Gênero: Romance estrangeiro
Páginas: 128
Formato: 14 x 21
Editora: Record
Preço: R$ 47,90
   


Considerado por muitos a melhor e mais importante obra do escritor e poeta espanhol Justo Navarro, o inquietante romance IRMÃ MORTE, consagrado com o prêmio Navarra em 1989, relata as experiências vividas por um jovem e sua irmã depois da morte do pai. É através das memórias do adolescente, de seus olhos e sua percepção, que penetramos o cenário decadente que ambienta a história.

Após um longo e incurável câncer, o pai do rapaz morre, deixando ele e a irmã mais velha à própria sorte. Dividindo a casa que serviu de palco para os decrépitos e sombrios últimos momentos do pai, os dois seguem cada um seu caminho, lidando com a morte da melhor forma que encontram.

A menina se entrega à prostituição, usando a casa como local de encontro com os clientes. Enquanto digere a realidade cruel da vida que a irmã escolheu para si, uma apatia sem igual desperta no adolescente o gosto por uma brincadeira triste e perversa: encontrar nos amantes que frequentam sua casa semelhanças físicas com o pai falecido. E, com a impassibilidade de um estripador, ele interpreta cada pedaço reconhecido – um ombro, as costas, um nariz – como um sinal de que o pai retornará.

Acompanhamos, também pelos olhos do rapaz, a expansão imobiliária deformar o bairro que embalou sua infância. Uma a uma as casas da rua são demolidas, dando lugar a empreendimentos modernos que abrigarão mais famílias. Uma representação metafórica da decadência que toma a família e a constatação da inexorabilidade dos destinos que os irmãos traçam para si.

Conforme o adolescente se entrega à recém-descoberta frieza, a introspecção dá lugar ao suspense, e o leitor se depara com uma indagação perturbadora: seria o narrador, esta voz que nos conduz, apenas uma vítima tomada por devaneios sombrios ou um rebelde desumano?

Justo Navarro oferece um magistral exercício de precisão construtiva em um clima de inquietante perversidade. Sombrio e fascinante, IRMÃ MORTE é um romance intenso de um narrador de extrema originalidade.

Justo Navarro

Justo Navarro nasceu em Granada (Andaluzia, Espanha), em 1953. ...



O mapa que me leva até você
J.P. Monninger
R$ 39,90

O livro dos sonhos
Nina George
R$ 49,90

Loucamente apaixonada na livraria dos corações solitários (Vol. 3 A livraria dos corações solitários)
Annie Darling
R$ 39,90


Autor Carlos Minuano participa do talk show 'The Noite com Danilo Gentili'
13/07/2018
Saiba mais

Jornalista inclui canal 'Alexandrismos' em sua lista de favoritos
Alexandra Gurgel é citada como 'influenciadora do bem' por jornalista
09/07/2018
Saiba mais

Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais