Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
História Home > História > São Paulo deve ser destruída: a história do bombardeio à capital na revolta de 1924
São Paulo deve ser destruída: a história do bombardeio à capital na revolta de 1924
Autor: Moacir Assunção
EAN: 9788501100115
Gênero: História
Páginas: 280
Formato: 16 x 23 x 1,5 cm
Editora: Record
Preço: R$ 59,90
     

A história do bombardeio à capital na revolta de 1924

 

Este livro trata do bombardeio impiedoso da segunda maior cidade do país para conter o levante da antiga Força Pública de São Paulo. Os desdobramentos dessa revolta, iniciada em 5 de julho de 1924, foram dramáticos para a população civil. O governo do presidente Arthur Bernardes cercou a capital paulista com um anel de ferro e fogo. A artilharia pesada do Exército atirava de hora em hora contra fábricas e bairros proletários, na tentativa de jogar o povo e os operários contra as tropas amotinadas. Centenas de edificações foram destruídas ou gravemente danificadas pelos canhões enviados de trem, do Rio de Janeiro. As ruas se encheram de escombros. O socorro às vítimas foi extremamente penoso. Como os carros fúnebres não conseguiam circular em meio ao bombardeio inclemente, centenas de mortos foram enterrados em quintais, praças e jardins. Cerca de 300 mil pessoas abandonaram São Paulo, refugiando-se no interior.

Moacir Assunção resgata os cenários do período e reconstitui a história de personagens que viveram de perto o drama do bombardeio, permitindo que a violência e a insânia contra o levante de 1924 não sejam sepultadas de vez pelo esquecimento.


Moacir Assunção

Moacir Assunção, repórter do jornal O Estado de S. Paulo, ...



Liberdade vigiada
Paulo César Gomes
R$ 74,90

Tenentes: A guerra civil brasileira
Pedro Doria
R$ 54,90

Memória afetiva do botequim carioca (Capa dura)
José Octavio Sebadelhe e Pedro Paulo Thiago de Mello
R$ 77,90


Moacir Assunção em sessão de autógrafos e bate-papo em SP
São Paulo/SP
14/09/2012
Saiba mais

Moacir Assunção autografa seu novo livro
Campinas/SP
05/09/2012
Saiba mais

Moacir Assunção autografa "Nem heróis nem vilões"
São Paulo/SP
19/05/2012
Saiba mais