A biografia de uma das grandes damas do samba

13/04/2022 447 visualizações

Responsável por algumas das mais belas canções batucadas Brasil afora, como Sonho meu e Alguém me avisou, Dona Ivone Lara é figura central da música popular brasileira. Primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de uma escola de samba, sua trajetória se confunde com a história do próprio ritmo. Em Nasci para sonhar e cantar, a jornalista Mila Burns faz um estudo antropológico, de gênero e raça, sobre a vida e carreira da cantora e letrista.

A proposta do livro, além de contar a carreira de Dona Ivone Lara, é contextualizar a presença das mulheres, compositoras especialmente, na música popular brasileira, e que tipo de adversidades e preconceitos elas tiveram de superar.

“Percebo a figura de Dona Ivone como uma representação de tenacidade, de vontade e, sobretudo, inteligência. Ela traça a própria vida, é senhora de seu destino, não espera as coisas acontecerem.”, conta Mila. Nasci para sonhar e cantar acompanha a trajetória da cantora, órfã muito cedo, passando pelos anos em que ela se dividia entre o samba e a profissão, enfermeira, até o estouro tardio como cantora.