Autor da Civilização Brasileira, Joaquim Falcão é eleito para a Academia Brasileira de Letras

20/04/2018 9 visualizações

O jurista e escritor Joaquim Falcão foi eleito para a Academia Brasileira de Letras. Ele recebeu 32 votos dos 35 votantes. Três imortais votaram em branco e outros quatro estavam afastados por motivos de saúde.  Falcão ocupará a cadeira de número 3, que até janeiro deste ano pertencia ao escritor Carlos Heitor Cony.

Doutor pela Universidade de Genebra, mestre por Harvard Law School, ex-membro do Conselho Nacional de Justiça e Professor de Direito da FGV, Falcão é organizador do livro “Reforma eleitoral no Brasil”, lançado pela editora Civilização Brasileira em 2015.  A obra compila 15 artigos de diversos especialistas sobre as tecnologias dos sistemas de votação, a estrutura e funcionamento do Tribunal Superior Eleitoral e análises comparativas das eleições brasileiras com as de países como França e Estados Unidos.

Falcão participará do livro que a Civilização Brasileira prepara em homenagem aos 75 anos do economista Edmar Bacha, que também ocupa uma das cadeiras da ABL. Outro imortal que contribuirá para a publicação é o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O lançamento está previsto  ainda para este ano.

A data de posse do jurista ainda não foi definida.

Crédito da foto: Jornal O Globo