Carla Madeira é uma das atrações da LER

9/05/2022 483 visualizações

Depois do sucesso de Tudo é rio e Véspera, lançados pela Record, a mineira Carla Madeira autografa seus livros pela primeira vez no Rio de Janeiro no dia 12, às 17h. O sucesso de vendas e crítica lhe valeu a indicação ao Prêmio Faz Diferença, de O Globo, na categoria Livros.

Centenário de Darcy Ribeiro será lembrado em mesa com Eric Nepomuceno que assina apresentação de Testemunho, as memórias do sociólogo que está sendo relançada pela Record. Programação contará com outros autores e autoras do Grupo Editorial Record, entre eles Luis Antônio Simas, Luize Valente, Tânia Zaguri, Elayne Baeta, Juan Jullian e Felipe Cabral

Após 2 anos de pausa pela pandemia, a LER volta em grande estilo. Com programação e espaços maiores, o evento promete trazer grandes nomes da literatura. O Grupo Editorial Record anuncia que Carla Madeira, autora de “Tudo é rio” e “Véspera”, será uma das participantes da feira. Ela estará na mesa “Escrever o vazio” no quarto dia de programação da LER – Salão Carioca do Livro. A conversa acontecerá às 17h, junto com a autora Mariana Salomão Carrara e conta com a mediação de Alexandra Maia. Tudo isso será no Armazém 4 do Pier Mauá, no espaço Café do livro.

Além de Carla, o público poderá acompanhar Luiz Antônio Simas na mesa “Sobre livros e ruas: a cidade e seus cronistas”, no dia 9, às 17:30. O autor de “O corpo encantado das ruas” e “Umbandas” faz suas reflexões acerca da natureza literária da cidade no palco LER em movimento.

Em celebração aos 100 anos da Semana de Arte Moderna, João Cezar de Castro Rocha falará sobre o movimento literário, seus autores e livros mais marcantes A conversa acontecerá no Palco Academia Carioca de Letras, no dia 11, às 11h. Seguindo a temática dos centenários, Eric Nepomuceno relembrará história e obra de Darcy Ribeiro. A figura icônica completaria 100 anos em 2022. O jornalista escreve o prefacio da nova edição de “Testemunho”, um compilado de textos de Darcy sobre a sua vida. O público poderá ouvir os relatos de Eric sobre seu amigo no mesmo dia e palco, às 16h.

O espaço Academia Carioca de Letras levará memórias aos leitores. Ivan Cavalcanti Proença conversa sobre o tema “As associações irônicas de Drummond” no dia 13, às 16h.

No espaço Café do Livro SESC, Henrique Rodrigues, Alex Castro e Raquel Menezes conversam sobre os “caminhos do escritor”.

No palco da Palavra, Luize Valente e Daniela Arbex conversam na mesa “Holocausto não é ficção” com a mediação de Paula Taitelbaum. Luize aborda a temática de segunda guerra em seus livros. “Sonata em Auschwitz” e “Uma praça em Antuérpia” exigiram um longo processo de pesquisa.  O debate acontece no dia 11, Às 15:30.

Entre os destaques sobre educação infantil está Tânia Zagury. Neste mês, a escritora lança a 100ª edição de limites sem traumas pela editora Bestseller. O conteúdo foi atualizado para abordar as questões do mundo digital na criação dos filhos. O novo capítulo do livro é o assunto da sua mesa no palco Academia Carioca de Letras, que tem como tema “Novas mídias, forma saudável de usar”. A conversa acontece no dia 12, às 11h.

A mesa Voz & Vez marca a LER com diversidade. No dia 9, às 11h, Juan Jullian fala sobre seu livro “Meu famoso ex” e volta às 14h em conversa sobre “Viralizou!”, seu próximo lançamento. Felipe Cabral participará da mesa “Eu leio LGBT”, no dia 11, Às 15h, com mediação de Jackson Jacques. A feira também será uma das paradas de Elayne Baeta na Oxe, Baby Tour. No dia 14/05, a autora irá falar sobre seu primeiro livro de poesias com a mediação de Monalisa Marques.

No dia 11, às 17h o leitor poderá ouvir Elisa Lucinda na mesa “Palavra é poder”. A autora e atriz impacta o evento com suas percepções fortes sobre justiça social.