Cinco indicações de leitura para o mês do orgulho LGBTQIA+

29/06/2020 222 visualizações

Junho é o mês em que se comemora o orgulho LGBTQIA+ e para celebrar o amor e a pluralidade, que tanto enriquece as obras literárias, o Grupo Editorial Record indica cinco  títulos com protagonistas LGBTQIA+ que não podem faltar na sua estante. A começar pelo livro de Lucas Rocha, Você tem a vida inteira (Ed. Galera Record), que acaba de ganhar edição nos Estados Unidos pela Editora Scholastic com o título “Where we go from here”.

1 – Você tem a vida inteira (Ed. Galera Record), Lucas Rocha

Com personagens homossexuais, a trama apresenta a história de três jovens que têm suas vidas transformadas após o diagnóstico positivo de HIV. Através de uma narrativa cativante, com boas doses de humor e referências do mundo pop, mas também embalada pelos medos e preconceitos sofridos pelos personagens, o livro de Lucas Rocha é uma lição de representatividade e amor que revela os estigmas sociais vividos pelos soropositivos.

 

2 – As coisas (Ed. Record), Tobias Carvalho 

Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2018 na categoria Contos.
Sensível e implacável por trás de uma escrita limpa e simples, As coisas traz uma costura de vivências humanas sob a ótica de um jovem homossexual. O personagem constante dessas histórias trabalha, viaja, estuda, cruza ruas de metrópoles agitadas, passa horas em aplicativos de encontros sexuais. Não há maquiagens para a solidão, nem disfarce para o sexo. Ele sente, ele quer, ele ganha e perde, transformando-se de história em história e construindo um arco narrativo que alicerça todo o livro.

 

3 – Revolucionário e gay (Ed. Civilização Brasileira), James N. Green

Herbert Daniel foi um importante personagem na luta pela democracia. Na juventude, em meados de 1960, integrou grupos políticos de esquerda, como o Polop, Colina, VAR-P e a VPR, da qual foi um dos líderes, ao lado do comandante Carlos Lamarca. Apenas em seu segundo exílio, na Europa, na década de 1970, foi capaz de assumir o relacionamento com o homem que se tornaria seu companheiro e o amor de sua vida, Cláudio Mesquita. Engajado no ativismo em defesa do meio ambiente e dos direitos das mulheres, homossexuais e da população negra e indígena, foi ele também um dos responsáveis por articular o movimento pelos direitos de pessoas que vivem com HIV/AIDS. Faleceu em decorrência de complicações causadas pela AIDS, em 1992.

 

4 – Dois garotos se beijando (Ed. Galera), David Levithan

Craig e Harry estão tentando quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Craig e Harry não são mais um casal, mas já foram. Peter e Neil são um casal. Seus beijos são diferentes. Avery acaba de conhecer Ryan e precisa decidir sobre como contar para ele que é transexual, mas está com medo de não ser aceito depois disso. Cooper está sozinho. Passa suas noites em claro, no computador, criando vidas falsas online e seduzindo homens que jamais conhecerá na vida real. Mas quando seus pais descobrem seu passatempo proibido, o mundo dele desaba. Cada um desses meninos tem uma situação diferente. Alguns contam com o apoio incondicional da família, outros não. Alguns sofrem com o bullying na escola, outros, com o coração partido. Mas bem no centro de todas essas histórias paralelas está o amor. E, através dele, a coragem para lutar por um mundo onde esse sentimento nunca seja sinônimo de tabu.

 

5 – Os pergaminhos vermelhos da magia (Ed. Galera Record), Cassandra Clare e Wesley Chu

Tudo o que Magnus Bane queria era aproveitar suas férias pela Europa com Alec Lightwood, o Caçador de Sombras que, contra todas as probabilidades, finalmente é seu namorado. Mas assim que os dois se instalam em Paris, uma velha amiga chega com notícias sobre um culto de adoração a demônios chamado A Mão Escarlate, que está empenhado em causar o caos em todo o mundo um culto que, aparentemente, foi fundado pelo próprio Magnus, anos atrás. À medida que sua busca por respostas se torna cada vez mais complexa, Magnus e Alec precisarão confiar um no outro mais do que nunca – mesmo que isso signifique revelar os segredos que ambos mantêm.