Cinco livros para entender o cenário político atual

13/11/2019 42 visualizações

Tudo parece confuso com tantos acontecimentos no cenário político, certo? A cada hora o assunto mais comentado muda, o escândalo da vez já é outro e a velocidade impossibilita cada vez mais a compreensão do que acontece em tão pouco tempo. É claro que apostamos nos livros, e na leitura, como principal ferramenta para ajudar neste processo em tempos tão bagunçados.

Por isso, o Grupo Editorial Record separou abaixo cinco livros que podem te ajudar a compreender, questionar e participar do debate político, seja nas rodas de conversa, nos bares, no Twitter ou no Facebook.

Vamos lá:

“Sobre Lutas e Lágrimas: Uma biografia de 2018”, de Mário Magalhães

 Neste livro, o autor, jornalista e escritor, oferece a primeira grande narrativa jornalística e literária (de não ficção) sobre 2018. O livro conta os fatos, as ideias e os sentimentos que culminaram com a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência. A narrativa começa com o réveillon de Marielle Franco, passa por seu assassinato, a prisão de Lula e a eleição de Jair Bolsonaro, encerrando com a iminência da sua posse. Diante de tantos escândalos e fatos políticos cada vez mais ligados às páginas policiais, ler “2018” é essencial para entender 2019.

 

 

 

 

“Delírio do Poder – Psicopoder e loucura na era da desinformação”, de Marcia Tiburi

Este é o primeiro livro a analisar o cenário politico do último ano para cá. Nele, o leitor acompanhará ensaios escritos sobre a experiência da autora como candidata a governadora do Rio de Janeiro em 2018 pelo Partido dos Trabalhadores do estado – Tiburi revive criticamente episódios da sua campanha para compreender o momento político atual, marcado pela profusão de fake news e manipulações. A autora também tem outro título que pode ajudar a entender por que chegamos até aqui: Ridículo Político.

 

 

 

 

A eleição disruptiva – por que Bolsonaro venceu”, de Mauricio Moura e Juliano Corbellini

 Neste livro, os autores conseguem explicar o resultado das urnas com simplicidade – o que não é fácil – por meio de duas perguntas essenciais: 1) Quais eram os principais anseios do eleitor? e 2) Como esse eleitor estava se informando? A análise desvenda o paradoxo da eleição de Bolsonaro a despeito da falta de recursos e apoio, e também evidencia por que os autores estavam no grupo bastante restrito que enxergava a vitória do candidato muito antes de a eleição começar.

 

 

 

 

“Deus tenha misericórdia dessa nação”, de Aloy Jupiara e Chico Otávio

Quase sempre, para entender onde estamos, é preciso entender o que passou. E Eduardo Cunha é um grande personagem que ajuda a compreender o que se passa hoje na política brasileira. Com o retrato que entregam neste impactante livro-reportagem, fornecem detalhes da ascensão e da queda do ex-presidente da Câmara – elementos fundamentais para a compreensão de uma época em que o jogo político caiu em um profundo poço de transações, corrupção e traições que vieram à tona de maneira dramática no cenário político brasileiro.

 

 

 

 

“Estado Policial – Como sobreviver”, Cid Benjamin

Neste livro, mais que entender a conjuntura política, o leitor aprenderá que, a duras penas, é preciso se proteger e lutar para sobreviver quando o Estado se torna uma ameaça e a democracia escassa. Com prefácio de Wagner Moura, o livro revisita experiências do escritor e jornalista Cid Benjamin nos anos 1960 e 1970, quando enfrentou a Ditadura Militar como dirigente do MR-8, e traça um paralelo com os dias atuais, em que milícias e suas ramificações em órgãos policiais se assemelham aos mecanismos de repressão de então. A partir desta análise, o autor apresenta estratégias usadas por ativistas que conseguiram sobreviver aos anos de chumbo e novas táticas para resistir no presente.