Para quem é fã de ‘O silêncio dos inocentes’, 5 thrillers de 2019

13/12/2019 156 visualizações

O Natal está batendo à porta e nossos leitores estão loucos para saber quais livros pedir ou comprar de presente, certo? Bom, nem todo mundo, no entanto, busca livros alegres, recheados de espírito natalino e histórias com belos finais felizes. Se a sua praia é se arrepiar enquanto aproveita o momento de leitura, se curte o suspense a cada página que te deixa curioso e veloz na leitura para percorrer cada virada de um bom thriller, separamos aqui cinco pedidas para um Natal de tirar o fôlego.

1. O homem sussurro, de Alex North

Frank Carter é um assassino em série que matou cinco rapazes há 20 anos, na pacata cidade de Featherbank. O criminoso ficou conhecido como O Homem do Sussurro, pois atraía as suas vítimas à noite sussurrando-lhes da janela. Carter, que agora estava preso, não seria uma preocupação para Tom Kennedy e seu filho, de 7 anos, que resolveram se mudar para a cidade após a morte da esposa, se não fosse o surgimento de um novo episódio. Mais um homem havia desaparecido em Featherbank e as semelhanças entre o caso e os crimes de duas décadas atrás eram assustadoras. Além disso, Tom tinha mais um motivo para se preocupar: seu filho estava ouvindo sussurros pela janela do seu quarto.

 

 

 

2. Cari Mora, de Thomas Harris

As cicatrizes de Cari Mora, personagem que dá nome ao título do novo thriller do autor de ‘O silêncio dos inocentes’, não escondem da onde ela veio. Fugindo da violência do seu país de origem, a bela mulher vive atualmente em Miami, mas sempre com medo da fiscalização do Serviço de Imigração e Controle Alfandegário. O seu visto irregular nos Estados Unidos não permitiu que ela concluísse os estudos e, por este motivo, Cari se obriga a trabalhar em diversos empregos para manter-se na cidade. Já Hans-Peter é um homem ganancioso, a função de realizar as fantasias mais estranhas de homens ricos em busca de mulheres tão peculiares quanto, só é mais uma de suas atividades ilícitas. Este seria um casal improvável, se os 25 milhões de dólares cobiçados por Scheneider não estivessem escondidos em uma mansão em Miami Beach, cujo dono está morto e a caseira é Cari Mora.

3. O Filho, de Jo Nesbo

Sonny não conseguiu lidar com a morte do pai, que foi encontrado morto com uma carta de suicídio, na qual assumia ser um policial corrupto. O adolescente, campeão de luta livre, decidiu trocar os ringues do esporte pela prisão. Assim, ele aceitou cumprir penas de crimes que não praticou e, em troca, teria agentes penitenciários e advogados empenhados em manter-lhe drogado. Mas, após 12 anos em regime fechado, Sonny não imaginava que sua vida teria mais uma reviravolta. Após descobrir a verdade por trás do suicídio do pai, ele planeja uma fuga e, principalmente, vingança. Sonny agora é perseguido pela justiça e por grandes criminosos. Qual será a verdade que fez o ex-presidiário tornar-se presa e caçador?

4. A paciente silenciosa, de Alex Michaelides

O diário é uma ótima forma de colocar as ideias em ordem, até mesmo depois de cometer um crime. Apesar de não falar nenhuma palavra após matar o marido, quando tinha 33 anos, Alicia Berenson usava o caderno como uma válvula de escape. Pelo menos era assim até a chegada do psicoterapeuta forense Theo Faber, que estava convencido em tratar A paciente, mesmo após as frustrantes tentativas de outros profissionais.

 

 

5. A corrente, de Adrian McKinty

Dizem que os pais fazem de tudo para salvar seus filhos. Você concorda? O dia começa como qualquer outro. Rachel Klein deixa no ponto de ônibus a filha de 13 anos, Kylie, e segue sua rotina. Mas o telefonema de um número desconhecido muda tudo. Do outro lado, uma voz de mulher avisa que Kylie está no banco de trás de seu carro, e que Rachel só verá a filha de novo se pagar um resgate — e sequestrar outra criança. Assim como Rachel, a mulher no telefone é mãe, também teve o filho sequestrado e, se Rachel não fizer exatamente o que ela manda, o menino morre, e Kylie também. Agora Rachel faz parte da Corrente, um esquema aterrorizante que transforma os pais das vítimas em criminosos — e, ao mesmo tempo, deixa alguém muito rico.A Corrente é implacável, apavorante e totalmente anônima. As regras são simples: entregar o valor exigido, escolher outra vítima e cometer um ato abominável do qual, apenas vinte e quatro horas antes, você se julgaria incapaz. Rachel é uma mulher comum, mas, nos dias que se seguem, será levada a extremos que ultrapassam todos os limites do aceitável. Até onde ela consegue ir pela filha?