Gostou do filme “Ferrugem”? Leia o livro “13 segundos”!

3/09/2018 2 visualizações

Em cartaz nos cinemas, o longa “Ferrugem” levou o prêmio de melhor filme no 46º Festival de Cinema de Gramado na última semana, além dos troféus de melhor roteiro e melhor desenho de som. O assunto do filme é absolutamente contemporâneo e, talvez por isso, tenha gerado repercussão: o diretor Aly Muritiba conta a história de Tati (Tiffanny Dopke), uma adolescente que adora mostrar sua vida nas redes sociais. Até que um vídeo íntimo da jovem é compartilhado entre os alunos da escola, gerando terríveis consequências.

O cyberbullying (assédio e ataques virtuais) e o revenge porn (exposição de conteúdo íntimo sem consentimento da vítima) são práticas recorrentes no ambiente virtual nos dias atuais, e esse também é o tema de “13 segundos”, romance de estreia de Bel Rodrigues lançado recentemente pela Galera. Na trama, acompanhamos de perto o drama de um vídeo vazado na rede, dessa vez na pele da protagonista Lola. O livro publicado pela Galera fala sobre a coragem necessária para enfrentar o problema, com importantes doses de empoderamento.

“A internet é uma plataforma poderosa e é uma via de mão dupla: pode agir a seu favor ou contra você”, opina Bel, que também é booktuber, em entrevista ao Blog da Record. Vale lembrar que a prática de divulgação de conteúdo sem permissão é crime e pode gerar desde transtornos psicológicos até sérios prejuízos no ambiente profissional.