Live de Eduardo Moreira, Leonardo Boff e Padre Júlio Lancellotti

Live alça livro do Boca de Ouro ao top 50

29/03/2022 279 visualizações

A riqueza e a pobreza (Ed. Paz & Terra, 154 págs., R$ 39,90) chegou ao top 50 da lista de mais vendidos da Amazon depois de uma palestra virtual de lançamento. Participaram dela o economista Eduardo Moreira, autor da apresentação, o teólogo Leonardo Boff, que assina a orelha, e o Padre Júlio Lancellotti, prefacista do livro. A edição reúne quatro sermões de São João Crisóstomo, Bispo de Constantinopla no século IV e exímio pregador, também conhecido como Boca de Ouro. Seus textos, que extrapolam os limites da religião e da fé, foram debatidos pelos palestrantes na live promovida pelo Instituto Conhecimento Liberta.

São João Crisóstomo viveu na região da atual Turquia na virada dos séculos IV e V. Ordenou-se diácono e iniciou sua vida de pregações, após viver como eremita no deserto. Conhecido como João de Antioquia, recebeu a alcunha “Crisóstomo” (em grego, “boca de ouro”) devido à sua grande erudição e ao seu poder de convencimento em defesa dos empobrecidos, como se pode aferir nos quatro sermões de A riqueza e a pobreza.

As reflexões de A riqueza e a pobreza partem da vida de Lázaro para extrapolar os limites da fé e da religião. Sociólogos, antropólogos,  economistas e demais públicos interessados nos estudos sobre desigualdade econômica e justiça social vão encontrar definições inspiradoras acerca destes temas. “Vamos aprender com este homem a não chamar os ricos de afortunados, nem aos pobres de desafortunados. Verdade seja dita, o rico não é aquele que reuniu muitos bens materiais, mas aquele que precisa de pouco. E o pobre não é aquele desprovido de bens, mas aquele que a tudo cobiça. Devemos considerar essa a definição de pobreza e de riqueza”, ensina São João Crisóstomo. “Assim, quando virdes alguém que cobiça muitos bens, tomai-o pelo mais pobre dos homens mesmo se possuir todasas riquezas. Se, por outro lado, virdes alguém com poucas necessidades, deveis considera-lo o mais rico de todos, mesmo se nada possuir. Pois estamos acostumados a julgar a pobreza e a prosperidade pela compreensão e não pela essência”.

Para o economista Eduardo Moreira, autor do best-seller Desigualdades & caminhos para uma sociedade mais justa (Ed. Civilização Brasileira, 144 págs, R$ 42,60), a obra do Boca de Ouro, que chegou a ser nomeado Bispo de Constantinopla e depois foi exilado, serviu de conforto e força quando passou a ser atacado como reação às críticas contundentes feitas à dinâmica do sistema financeiro. Moreira destaca a homilia na qual Crisóstomo elenca três tipos de reação dos detratores a algum tipo de denúncia. Alguns vão se inspirar nela e se juntar à luta; outros vão ignorá-la; e ainda haverá aqueles que vão atacar de volta. “O ataque é sinal de que acertamos o alvo e, portanto, precisamos dele para saber que estamos no caminho certo. Passei a encarar as agressões que sofria de outra maneira, depois de ler esta homilia”, lembra Moreira em sua apresentação.

Dois religiosos que se destacam por suas interpretações progressistas das escrituras, Padre Julio Lancellotti e o teólogo Leonardo Boff também relatam como foram influenciados pelas palavras do Boca de Ouro. O padre, um dos principais ativistas na defesa da população em situação de rua, ressalta os ensinamentos do segundo sermão. “Nossas cidades estão cheias de placas e campanhas: ‘Não dê esmola’. Imagino São João Crisóstomo a arrancá-las por estarem criminalizando os pobres, e não combatendo a pobreza. Lembremos que, muitas vezes, quem faz e patrocina essas campanhas tem muita dificuldade em partilhar e viver com sobriedade”, denuncia Lancellotti, fazendo referência a uma figura de linguagem muito utilizada pelo santo, a do ébrio.

“Crisóstomo alicerceia-se na palavra bíblica e nos valores cristãos primordiais, transmitindo ensinamentos que extrapolam os limites da religião e da fé. Defende a existência fraterna entre todos os seres humanos, baseada no amor e na compaixão. Suas palavras são para hoje e guardam perene atualidade”, completa Boff, em seu texto de orelha.

 

Capa de 'A riqueza e a pobreza'A RIQUEZA E A POBREZA

(Ed. Paz & Terra)

São João Crisóstomo

 R$ 39,90