Mulheres incríveis para ler e se inspirar em 2021

4/03/2021 362 visualizações

No mês em que celebramos o Dia Internacional da Mulher, selecionamos mulheres espetaculares para se inspirar. A data destaca a importância da mulher na sociedade e a história da luta pelos seus direitos.

Em fevereiro de 1909, mais de 15 mil trabalhadoras marcharam em Nova York para chamar a atenção dos donos das fábricas em uma época em que chegavam a trabalhar mais de 16 horas por dia, seis dias por semana, inclusive aos domingos. Já em março de 1917, um grupo de operárias da Rússia se juntou para se manifestar contra a baixa qualidade de vida e a entrada do país na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução Russa. Oficializada pela ONU em 1975, lembramos em 8 de março as conquistas políticas e sociais que as mulheres garantiram durante esse período.

Inspire-se

Julia Rocha, autora de Pacientes que curam (Civilização Brasileira), é médica do Sistema Único de Saúde (SUS) e conta seu cotidiano nos últimos dez anos como mulher negra, médica de família, mãe e cantora atendendo em Unidade Básica de Saúde (na UPA) ou em visita a pacientes em casa. Ao fazer isso, ela traça um retrato de um Brasil periférico, que vive mal desde sempre ao mesmo tempo em que revela o que há de universal, de sensível, no humano. Graças ao SUS e a sua rede de profissionais dedicados ao atendimento humanizado dos pacientes, temos a chance de conhecer a dra. Julia e os pacientes-personagens. Histórias como as de Juliana e Juraci, que sofriam de uma das piores doenças que a sociedade pôde transmitir, o racismo e a escravidão; de Ruth, que buscava um remédio para dormir e saiu com diagnóstico de opressão por machismo. E também como a da mulher que queria uma solução para diminuir o desejo sexual e descobriu que estava saudável; e de seu André, que quase morreu e encontrou o amor.

Um livro para se emocionar, rir e também alimentar a luta contra as injustiças que teimam em mudar o mundo.

 

Filósofa, Marcia Tiburi é autora de obras importantes para o pensamento crítico contemporâneo tais como: Feminismo em comum (Rosa dos Tempos), Como derrotar o turbotecnomachonazifascismo (Record), Como conversar com um fascista (Record), Delírio do poder (Record), entre outros. Em suas obras defende a informação e a transformação do atual estado de violência e injustiça. De forma simples, explica temas filosóficos e propõe o diálogo como uma maneira de resistir e analisa notícias recentes,  acontecimentos do mundo político para mostrar mais uma vez que é possível falar sobre temas complexos de maneira que todos compreendam. Feminista, Marcia Tiburi nos convida a repensar as estruturas e a levar o feminismo muito a sério, para além de modismos e discursos prontos. Em abril, teremos mais uma fonte com  o Complexo de vira-lata (Civilização Brasileira) , para deixar de lado esse complexo e se descobrir brasileiro.

 

Educadora, Elisama Santos, é autora de Por que gritamos e Educação não-violenta (Paz & Terra) aonde estimula a autoestima, autonomia, autodisciplina e resiliência em pais e crianças. A partir de sua experiência como consultora de comunicação não violenta (CNV) e comunicação consciente, a educadora parental e mãe de duas crianças, propõe em suas obras uma conversa com pais e mães que desejam construir relações e aprendizados baseados no respeito e no diálogo. Assim, através de conceitos e exemplos ajuda pais e filhos a se aproximarem, conectarem-se com os seus próprios sentimentos e se comunicando de forma objetiva e respeitosa. Dessa forma, Elisama apresenta caminhos para uma educação mais solidária e compreensiva, pois acredita ser possível educar as crianças com consciência, para que as próximas gerações possam colher os frutos de um mundo mais amoroso e justo.

 

Inspiradoras, termos mais duas autoras em quem se inspirar. Em maio, Giovana Xavier, a @pretadotora, lança História social da beleza negra (Rosa dos Tempos) e no final do ano a professora Carla Akotirene lança pela Civilização Brasileira, Ebó de conduta, aonde compara filosofias de vida africana e ocidentais e introduz os leitores às particularidades dos orixás.

Confira aqui uma seleção especial de ofertas com obras de autoras mulheres.