Nigella Lawson lança novo livro no Brasil

23/10/2017 6 visualizações

Lançado originalmente no fim de 2015, depois de um período de turbulências em sua vida pessoal e profissional, “Simplesmente Nigella” foi produzido ao mesmo tempo em que a cozinheira mais charmosa do mundo se refazia, construía seu novo lar e voltava à TV, depois de dois anos de afastamento. Nigella enfrentou a separação do marido, que a agredia, o julgamento de duas ex-assistentes e a confissão que já tinha feito uso de drogas. A apresentadora deu a volta por cima fazendo aquilo que mais gosta: cozinhando.

Na introdução do livro, Nigella diz que o ato de cozinhar é mais que algo terapêutico, é um compromisso com a vida, que combina esperança e diversão. “Quando recuperei esses dons, este livro começou a surgir. Claro, nem sempre eu me sentia capaz de cozinhar bem, mas antes mesmo de desenvolver uma culinária própria, precisava colocar comida na mesa, e sou grata por isso. Se a culinária não é baseada na necessidade, perde seu contexto e propósito. Cozinho para dar prazer, a mim mesma e aos outros, mas, antes de mais nada, a culinária serve para sustentar a vida, e, só depois, para moldá-la.”

Ela reafirma também a sua filosofia de que comer é um ato prazeroso e critica o que chama de “brigada do comer limpo”. “Primeiro, tive de me fortalecer cozinhando. Você nunca vai me ouvir falar de comida ‘saudável’. Detesto esse termo. Mas não tanto quanto me sinto enojada com o mantra contemporâneo de “Comer Limpo”. Em How To Eat, publicado há tanto tempo, escrevi: “O que odeio é esse vodu New Age sobre a comida, a noção de que os alimentos são prejudiciais ou curativos, que uma boa dieta faz uma boa pessoa e que essa pessoa é necessariamente esbelta, flexível, tonificada e em forma… essa visão me parece ameaçar fundir o nazismo (com seu culto ideológico da perfeição física) e o puritanismo (com seu horror ao corpo e a crença na salvação através da recusa).”

Para Nigella, os prazeres da comida são essenciais à vida e a forma de cozinhar e de comer é um ato que fortalece o domínio sobre nossas vidas. Ela reforça a ideia de que a comida com ingredientes caseiros é mais benéfica à saúde e ao bem-estar. “Conforme progredia, este livro se fundiu à alegre realidade de construir um novo lar. Sorrio ao ver as cores da minha nova cozinha, e da casa que criei, refletidas nas cores deste livro. Mas, claro, ele também conta uma história mais abrangente sobre o meu jeito de viver: as refeições que preparo para amigos e familiares, o prazer estético que obtenho com a comida e minha crença de que o que preparamos e a forma de cozinhar podem tornar nossa vida mais fácil, nos fazer sentir melhores e mais vivos, nos conectar com nós mesmos, com os outros e com o mundo”, conclui.

Com 125 receitas que vão de um jantar simples preparado no fim do dia a pratos mais elaborados e feitos para recepcionar os amigos, o livro é todo comentado por ela, com histórias e dicas de como preparar as refeições. Dividido em oito capítulos, a obra traz receitas de comidas rápidas e tranquilas, comida de tigela, jantar, acompanhamentos, doces e preparos para o café da manhã. Nigella usa os mais variados ingredientes, mas ressalta que em cada livro mostra a sua obsessão com determinados itens. Neste “Simplesmente Nigella”, ela faz uso abundante de óleo de coco extravirgem, gengibre, pimenta e limão Tahiti. “Meus livros não passam de um diário do que como e do meu jeito de cozinhar, então, sejam quais forem minhas paixões atuais, sempre estarão refletidas nas páginas que escrevo”, diz ela no capítulo sobre ingredientes e utensílios.

Como todos os livros anteriores, este também é ricamente ilustrado com fotos da autora e dos pratos. Para Nigella, a comida é uma experiência que deve agradar a todos os sentidos, aliando cheiro, sabor, consistência e beleza. No site https://www.simplynigella.com/  é possível acompanhar a história da produção do livro pelas fotos que a cozinheira tirou dos pratos com seu celular e publicou nas redes sociais. Para o livro, as fotos foram feitas por Keiko Oikawa.

“Simplesmente Nigella” chega às livrarias na última semana de outubro.

Conheça aqui a receita de panquecas de aveia com framboesas e mel.