Novas edições de Drummond são debatidas no Casa Cor

27/05/2022 468 visualizações

No ano em que o poeta mineiro completaria 120 anos, a mostra de decoração Casa Cor homenageia Carlos Drummond de Andrade com um quarto temático criado pelas arquitetas Lucilla Pessoa de Queiroz e Renata Caiafa, do escritório LPQ Design. No dia 27, às 17h, a Record promove um bate-papo mediado pelo poeta Christovam de Chevalier com Alexei Bueno, que trabalhou na fixação do texto da nova edição de Antologia poética (Ed. Record).

Os poetas Alexei Bueno e Christovam de Chevalier vão conversar sobre o legado de Drummond e  ler textos das primeiras quatro obras do poeta que acabam de ganhar da Record novas edições: e a antologia poética organizada pelo próprio autor. A Record está relançando também Alguma poesiaSentimento do mundo e Claro enigma com prefácios respectivamente de Ronaldo Fraga, Ailton Krenak e Mia Couto. O de Antologia poética é assinado por Zelia Duncan.

O ambiente criado traz uma série de referências à obra, à vida e ao universo ficcional proposto pelo homenageado. No centro do quarto está uma cama em cujo dossel foram bordados versos de “O chão é cama”, poema de cunho erótico de “O amor natural”, livro organizado pelo poeta e só publicado postumamente. Ao pé do móvel, o “convite”: “E para repousar do amor, vamos à cama”, que arremata o texto.

A iniciativa é realizada pela editora em parceria com Instituto Oldemburg.

– O intuito é o de levarmos o Drummond a um novo espaço de conhecimento e reflexão. Sua obra é tão vasta e tantos são os assuntos trazidos que nos possibilita levá-lo para além do ambiente literário. Esse grande poeta pode ser visto e lido num lugar inusitado, mas ainda assim artístico uma vez que a arquitetura é uma arte – explica a empresária Cristina Oldemburg, responsável pela iniciativa.