‘O consentimento’, de Vanessa Springora, é destaque no Fantástico

19/04/2021 471 visualizações

Considerado um fenômeno editorial e social pela comoção que causou na sociedade francesa, O consentimento (R$ 44,90, 288 págs) segue com notoriedade no Brasil. Depois de ser aclamado pela Folha de São Paulo e pela revista Veja, o livro de Vanessa Springora foi destaque, nesse domingo (18), no Fantástico. Publicado em março pela Editora Verus, o lançamento revela um desabafo sensível e corajoso da autora que, aos 14, foi vítima de abuso por um autor francês 36 anos mais velho.

Identificado na obra pelas iniciais G.M, o abusador construiu sua carreira expondo os relacionamentos que tinha com menores de idade. Como em um diário, ele reproduzia as cartas de suas conquistas, todas com o mesmo estilo e vocabulário, mas isso não parecia chocar o suficiente a comunidade literária francesa. Segundo a reportagem, após a repercussão do livro de Springora e a denúncia de Latifa Bennari, fundadora da ONG que ajuda vítimas de pedófilos, G.M., hoje com 83 anos, será julgado em setembro.

Em entrevista, a autora justifica o atraso do cumprimento da justiça com as relações de poder que o autor mantinha. “Ele foi protegido, todos esses anos, pelo meio literário, por parte da imprensa, ele teve até apoio de um presidente de França.” A afirmação é relatada também no livro, quando, doze anos antes de se conhecerem, ele publicou um ensaio que lhe rendeu escândalo e notoriedade, o intitulado Les moins de seize ans (Os menores de dezesseis anos).

Para além de sua história individual, a autora faz uma denúncia contundente deste mundo que por muito tempo aceitou e ajudou a perpetuar a desigualdade de gêneros, a exploração e o abuso sexual de crianças. O consentimento (Ed. Verus) é um livro íntimo e impactante, motivado pela era #MeToo, quando mulheres do mundo todo começaram a se manifestar contra o assédio e violência sexual. No Fantástico, Bennari sintetiza o que espera do livro. “Eu dou meus parabéns para a Vanessa, se pudermos evitar mais vítimas, através da leitura do livro dela.” Compre o livro aqui.

Clique aqui para assistir a reportagem na íntegra.