“É preciso dar um passo de cada vez”, diz autor de Daqui não saio

1/04/2020 234 visualizações

O professor italiano Marco Balzano se inspirou num episódio real ocorrido em Curon, lugarejo no Norte da Itália, para escrever o romance “Daqui não saio” (Ed. Bertrand Brasil), com tradução de Ivone Benedetti. Quando assume o poder, Mussolini proíbe que se fale alemão, na pequena cidade quase na fronteira com a Áustria, e coloca em marcha o projeto de construção de uma represa que inundaria a cidade. A professora de alemão Trina se vê duplamente afetada pela determinação do ditador. O romance de Balzano narra como a praga do fascismo afetou a vida dos italianos.
Morador de Milão, Balzano se vê diante de um desafio tão grandioso quanto os personagens de seu romance enfrentaram: o coronavírus. Em quarentena, escreveu como tem passado os dias. Seu relato foi parcialmente publicado na edição de hoje do jornal O Globo. Confira aqui a íntegra do relato:
“Moro em Milão, o coração da infecção. Nunca imaginei que teria de enfrentar algo tão inesperado. Todas as nossas prioridades, relacionamentos e preocupações parecem pequenos diante desta calamidade que espalha angústia e morte. Também estou fechado em casa com minha família e não é fácil seguir trabalhando, estar focado. Requer muita determinação. Lembro das palavras da minha avó: quando você sofre, precisa dar um passo de cada vez, e não pensar no futuro. Pequenas coisas precisam ser realizadas: brincar com seus filhos, assar um bolo, ler um poema. Gradualmente o tempo expandirá novamente e voltaremos a pensar no futuro. Se assim falou minha avó, acredito nela”.