Amazônia Indígena

Autor(es): Márcio Souza
Editora: Record
  • Brochura R$49,90

R$49,90

243 em estoque

Calcular Frete
Forma de Envio Custo Estimado Tempo de Entrega
Compartilhe:

Sinopse

Conheça a fundo a história e a situação atual da Amazônia e dos índios que vivem na região.

Com a bagagem de mais de quarenta anos de dedicação à cultura amazonense, Márcio Souza encarregou-se da tarefa monumental de reunir a mais recente pesquisa sobre a Amazônia e os índios da região, derrubando falsas ideias construídas por décadas de desinformação. Em capítulos curtos, de leitura fácil mas repletos de informação, Amazônia indígena fala das culturas primitivas da Amazônia, passando pelos horrores do processo colonial e dos sucessivos genocídios de indígenas que ocorreram na história do Brasil, até as atuais polêmicas ambientais. Os índios foram – e ainda são – bravos resistentes diante do poderio econômico e bélico das multinacionais e da destruição da floresta. Essencial para repensar a relação do Brasil com seus habitantes mais antigos, Amazônia indígena é uma densa e empolgante obra sobre o gigantismo da cultura dos índios e uma intensa reflexão sobre os rumos que o território amazônico está tomando.

Sobre o autor

Foto Márcio Souza
Márcio Souza

Márcio Souza nasceu em Manaus (AM) em 1946. É romancista, diretor de teatro e ópera. Estudou Ciências Sociais na Universidade de São Paulo e escreveu críticas de cinema e artigos em diversos jornais e revistas brasileiras, como Senhor, Status, Folha de S.Paulo e A Crítica. Em 1976, lançou seu primeiro romance, Galvez: imperador do Acre, sucesso de crítica e de vendas. Como administrador, foi diretor de planejamento da Fundação Cultural do Amazonas, diretor da Biblioteca Nacional e presidente da Funarte. Foi professor assistente na Universidade de Berkeley e escritor residente nas universidades de Stanford, Austin e Dartmouth. Como palestrante, foi convidado pela Universidad de San Marcos, Sorbonne, Toulouse, Aix-en-Provence, Heidelberg, Coimbra, Universidade Livre de Berlim, Harvard e Santiago de Compostela.  Dirigiu o Teatro Experimental do Sesc (Tesc) do Amazonas, hoje extinto. É membro da Academia Amazonense de Letras e presidente do Conselho Municipal de Política Cultural. Escreveu, entre outras, as peças As folias do látex, A paixão de Ajuricaba e Carnaval Rabelais, e os romances Mad Maria, Operação Silêncio e O fim do Terceiro Mundo. No momento, trabalha no último volume da tetralogia Crônicas do Grão-Pará e Rio Negro, precedido por Lealdade, Desordem e Revolta. Pela Editora Record, publicou também o livro Amazônia indígena.

Características

  • ISBN: 978-85-01-10316-1
  • Formato: Brochura
  • Altura: 21cm
  • Largura: 14cm
  • Profundidade: 1.5cm
  • Lançamento: 17-08-2015
  • Páginas: 256