Foto Cartas a Cristina
Foto Cartas a Cristina
Capa Cartas a Cristina
4ª capa Cartas a Cristina
Oferta!
 

Cartas a Cristina

Reflexões sobre minha vida e minha práxis

  • Brochura R$59,90 R$50,90

R$59,90 R$50,90

3 em estoque

Compartilhe:

Sinopse

Neste livro, Paulo Freire volta-se para o mais profundo de seu ser com a intenção de analisar crítica e filosoficamente sua própria vida, suas ações, seus sentimentos, suas frustrações e tristezas; seus “resvalamentos” e suas realizações como educador político que foi, visceralmente impregnado de suas virtudes e de sua impecável capacidade de ler o mundo. A beleza da linguagem de Paulo Freire ao escrever este livro, no qual conta, de forma liricamente realista, a história dele como sujeito e da realidade mesma de seu tempo histórico; a obstinação com a compreensão de educação, que criou por sua intuição, sensibilidade e razão, revelada na rigorosidade das análises na explicitação de suas crenças; a emoção à flor da pele exposta na enorme tristeza nos momentos da dor da perda do pai e dos sofrimentos da mãe; e a não contida alegria desde quando se engajou na luta político-educativa são traços marcantes que nos deleitam e comovem. Enfim, o caminho de menino-protegido-ingênuo a menino-empobrecido-intuitivo, e por fim a educador político-ético-crítico, nos inebria e enleva. Cartas a Cristina é, pois, o livro de Paulo Freire no qual, narrando e analisando sua vida, ele nos dá lições contundentes de amorosidade, ética, educação e política, sendo, dentre todos, o que mais encanta e emociona. Ana Maria Araújo Freire

Sobre o autor

Paulo Freire

Paulo Freire (Recife, 1921–São Paulo, 1997) é Patrono da Educação Brasileira. É um dos brasileiros mais célebres e um dos filósofos do século XX mais lidos do mundo, segundo levantamento do Massachusetts Institute of Technology. Escreveu dezenas de livros, entre eles, Pedagogia do oprimido, a terceira obra de ciências sociais e humanas mais citada no mundo, de acordo com a London School of Economics.
Em 1963, em Angicos, interior do Rio Grande do Norte, trezentos trabalhadores rurais foram alfabetizados em apenas 40 horas, pelo método proposto por Paulo Freire. Esse foi o resultado do projeto-piloto do que seria o Programa Nacional de Alfabetização do governo de João Goulart, presidente que viria a ser deposto em março de 1964. Em outubro desse mesmo ano, Freire deixou o Brasil para proteger a própria vida. Apenas voltou a visitar o país em 1979, com a abertura democrática.
Ao longo de sua história, Paulo Freire recebeu mais de cem títulos de doutor honoris causa, de diversas universidades nacionais e estrangeiras, além de inúmeros prêmios, como Educação para a Paz, da Unesco, e Ordem do Mérito Cultural, do governo brasileiro. Integra o International Adult and Continuing Education Hall of Fame e o Reading Hall of Fame.

Ana Maria Araújo Freire
Ana Maria Araújo Freire

Características

  • ISBN: 978-85-7753-265-0
  • Formato: Brochura
  • Altura: 21cm
  • Largura: 14cm
  • Profundidade: 2.4cm
  • Lançamento: 31-12-2012
  • Páginas: 416