Oferta!
 

Lendo Lolita em Teerã (edição de bolso)

Autor(es): Azar Nafisi
Editora: BestBolso
  • Livro de Bolso R$44,90

R$44,90 R$38,10

Fora de estoque

Fora de estoque

Compartilhe:

Sinopse

A autora iraniana Azar Nafisi nos conduz à intimidade da vida de oito mulheres que precisam encontrar-se secretamente para explorar a literatura ocidental proibida em seu país. Durante dois anos, antes de deixar o Irã, em 1997, Nafisi e mais sete jovens liam em conjunto Orgulho e preconceito, Madame Bovary, Lolita e outras obras clássicas sob censura literária. A narrativa de Nafisi remonta aos primeiros dias da revolução islâmica liderada pelo aiatolá Khomeini (1979), quando ela começou a lecionar na Universidade de Teerã, em meio a um turbilhão de protestos e manifestações. Obra de grande paixão e beleza poética que nos ajuda a entender os sangrentos conflitos do Irã com o vizinho Iraque, e a tirania do regime islâmico.

Sobre o autor

Azar Nafisi
Azar Nafisi

Azar Nafisi nasceu no Irã e aos 13 anos foi enviada para a Inglaterra para estudar. Na Universidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, concluiu seu doutorado em literatura inglesa. Em 1979, com a derrubada da ditadura e a fundação da República Islâmica do Irã, a autora retornou ao seu país com a expectativa de encontrar grandes mudanças políticas, mas deparou-se com um regime de terror, imposto pelos aiatolás. Azar Nafisi permaneceu em Teerã por 18 anos. Lecionou literatura inglesa na Universidade de Teerã de 1979 a 1981, quando foi expulsa por se recusar a usar o véu. Deu aulas na Universidade Livre Islâmica e na Universidade Allameh Tabatai, no Irã. A autora ficou conhecida mundialmente com a publicação do livro Lendo Lolita em Teerã, traduzido em 32 idiomas. Azar Nafisi vive em Washington e escreve regularmente para The New York Times, The Washington Post e The Wall Street Journal.

Características

  • ISBN: 978-85-7799-139-6
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 18cm
  • Largura: 12cm
  • Profundidade: 1.7cm
  • Lançamento: 16-10-2009
  • Páginas: 420