Oferta!
 

Mitos Yorubás

O outro lado do conhecimento

Autor(es): José Beniste
  • Brochura R$74,90 R$71,10

R$74,90 R$71,10

Em estoque

Compartilhe:


Sinopse

Mitos Yorubás é a mais recente obra do autor consagrado pela qualidade de suas pesquisas e trabalhos sobre a Cultura Religiosa Afro-Brasileira (como As Águas de Oxalá, Jogo de Búzios e Órun-Àiyé: O Encontro de Dois Mundos). Em narrativas fluentes, José Beniste apresenta lendas que esclarecem o complexo universo mítico do Candomblé. São 34 histórias, acompanhadas de notas explicativas no final de cada uma, que abordam exemplos de vida, orientações éticas e disputas de poder, e cujos personagens são os diversos Orixás do panteão africano. Beniste explica em detalhes por que: Erinlé só se veste de couro; os assentamentos de Omolu e Exu têm que permanecer no tempo, ou seja, do lado de fora, ao ar livre, diferentemente de outros Orixás, que necessitam de uma “casa” só deles para serem reverenciados; o carneiro é a comida votiva de Xangô, mas é repelido por Yansam. Os mitos esclarecem também como a Terra foi criada e por que Oxalá recebeu este título; explicam a importância e o perigo de Iya mi Oxoronga e do culto Egungun; decifram a história completa do Xangô e a sua disputa com Ogum pelo amor de Oya; revelam o porquê da obrigação de Exu em ter de fiscalizar os axés, provocar Orunmilá e criar conflitos entre Yemanjá, Oxum e Yansam. “O que deve ser entendido é que há sempre um mito, um exemplo capaz de justificar qualquer teoria e qualquer prática, e que não deve ser interpretado como curiosidade científica, mas sim como o reviver de uma mentalidade primordial. Nas civilizações africanas, o mito desempenha uma função indispensável: exprime, enaltece e codifica a crença, revela e impõe princípios morais, garante a eficácia dos rituais e oferece regras práticas para a orientação humana”, escreve o autor na apresentação do livro. “Nenhum povo e nenhuma cultura formam-se como realidade histórica sem imagens e sem símbolos, sem teologia capaz de definir e sustentar os valores morais e religiosos, sem organização social e política; enfim, sem uma visão definida do mundo. O mito é essencialmente uma revelação e é desenvolvido para sustentar a crença religiosa.” Dessa forma, em Mitos Yorubás, José Beniste oferece ao leitor histórias deliciosas, encantadas, devido ao seu estilo didático, que segue a linha de publicações que se obrigam a ser claras e fluentes, o que torna o nome do autor bastante expressivo nos meios religiosos como um participante íntegro e pesquisador altamente conceituado do Candomblé.

Sobre o autor

José Beniste
José Beniste

José Beniste é conferencista e autor de ensaios sobre os diversos cultos de raízes africanistas. Foi iniciado no Candomblé Ketu em 1984. Historiador, pesquisador e integrante de movimentos que visam a restauração da dignidade religiosa afro-brasileira, José Beniste mantém uma vasta documentação sobre a história do candomblé no Brasil e demais segmentos religiosos, com literatura especializada e centenas de gravações e depoimentos. Esses depoimentos foram conseguidos através de seu programa radiofônico sobre as religiões afro-brasileiras, em 1970, e até hoje são consultados por estudiosos do assunto. Lançou também, pela Bertrand Brasil, Órun-Áiyé: O Encontro de Dois Mundos.

Características

  • ISBN: 978-85-286-0918-9
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 21cm
  • Largura: 14cm
  • Profundidade: 1.6cm
  • Lançamento: 10-11-2006
  • Páginas: 304
Gêneros: