O retrato de Dorian Gray

  • Quadrinhos R$69,90

R$69,90

Lançamento: 07-11-2022
Compartilhe:


Sinopse

Clássico da literatura, esta nova edição O retrato de Dorian Gray conta com luxuoso projeto gráfico e textos auxiliares inéditos.

 

“Não há livros morais nem imorais. Os livros são apenas bem ou mal escritos”, do prefácio de Oscar Wilde.

Publicado em 1890 na lendária revista Lippincott’s Monthly Magazine, O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, já nasceu escandaloso. O editor inclusive submeteu o original a cortes por considerar algumas passagens “indecentes”. O cultuado escritor irlandês revisou essa versão, excluindo alguns trechos, e acrescentou a ela um prefácio e sete capítulos. Com isso, buscou realçar alguns temas – como a tensão entre classes sociais na era vitoriana – e disfarçar outros – como as insinuações homoeróticas “libertinas”. A história foi lançada em livro em 1891. Mesmo após Wilde fazer alterações, buscando um tom mais comedido, ele e a obra foram tachados de “imorais”.

Nestas páginas, o artista Basil Hallward, o jovem e belo Dorian Gray e o lorde Henry Wotton, seu mentor, conduzem leitoras e leitores pelos prazeres do corpo e do espírito, propondo reflexões sobre os limites do hedonismo. As cenas e os diálogos revelam o próprio gênio de Oscar Wilde – por vezes paradoxal -, que não se furtou a imprimir nos personagens seus predicados pessoais.

Com intuito de pensar os afetos contemporâneos a partir deste clássico, a Editora Civilização Brasileira traz, nesta edição especial, textos inéditos de Fabio Akcelrud Durão, professor de teoria literária da Unicamp, e João Silvério Trevisan, escritor premiado e ativista LGBTQIA+. Além disso, foi mantida a apresentação do escritor Carlos Heitor Cony, presente na edição anterior.

“Tenho inveja de todas as coisas cuja beleza não pereça. Tenho inveja deste meu retrato que você pintou. Por que lhe é dado conservar o que hei de perder? Cada momento que passa tira-me alguma coisa e dá alguma coisa a ele. Oh, se fosse o contrário! Se o retrato pudesse mudar e eu ficar sempre tal qual sou agora! Por que o pintou? Ele zombará de mim um dia, zombará cruelmente.”- O retrato de Dorian Gray

 

“O retrato de Dorian Gray é […] o livro de ficção mais sensacional da Terra. A sua sedução persiste, é cada vez maior. Hoje passou a ser o credo de uma estética nova na Terra inteira.” – João do Rio

“Wilde deixou evidente que sua intenção era mostrar não apenas as emoções e os prazeres de uma vida devotada à beleza, mas também seus limites e perigos.” – The New Yorker

“Relido hoje […], O retrato de Dorian Gray se mostra uma parábola fascinante e prazerosa sobre o ideal estético da arte pela arte.” – The Guardian

Sobre o autor

Oscar Wilde
Oscar Wilde

Oscar Wilde (Dublin/Irlanda, 1854 – Paris/França, 1900) foi escritor, poeta, dramaturgo e dândi.Residente em Londres e, à época, autor aclamado,Wilde viu sua reputação arruinada após a acusaçãode “sodomia” por parte do pai de seu amante.No julgamento, sua obra-prima O retrato de Dorian Gray foi utilizada como prova de suas“tendências homossexuais”. Condenado a doisanos de prisão e trabalhos forçados, Wilde caiu emostracismo diante de uma sociedade intolerantea existências homoafetivas. Intelectual e artistarefinado, buscou viver com a mesma paixãodedicada às suas criações. Faleceu prematuramente,falido e abandonado por amigos e familiares, quenão suportaram o escândalo de sua condenação.Apesar do desfecho trágico, a figura de OscarWilde resiste potente e viva, especialmente,em O retrato de Dorian Gray. Um clássico quenão foi apagado pela recepção conservadorae homofóbica de seu tempo.

Características

  • ISBN: 978-65-5802-046-2
  • Título Original: Portrait of Dorian Gray
  • Tradutor: Lígia Junqueira
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 22.5cm
  • Largura: 15.5cm
  • Profundidade: 1.3cm
  • Lançamento: 07-11-2022
  • Páginas: 248