Odorico na cabeça

Autor(es): Dias Gomes
  • Brochura R$54,90

R$54,90

Compartilhe:


Sinopse

Eleito para a Academia Brasileira de Letras em 1991, Dias Gomes traz em Odorico na cabeça uma narrativa sobre as andanças de Odorico Paraguaçu, o Prefeito de Sucupira, com seu talento e engenho ímpares.

 

“Da peça teatral O Bem-Amado ao vitorioso seriado de TV com o mesmo título – uma das melhores produções televisivas de todos os tempos, em qualquer país -, e finalmente aos contos de Sucupira, Ame-a ou Deixe-a, e agora deste Odorico na Cabeça, o que resultou não foram apenas variantes da irresistível crônica desse tão contraditório chefete político do interior, mas recriações completas, com linguagem e características adequadas a três veículos de comunicação com sintaxe própria.” Ênio Silveira

 

Dias Gomes foi tão bem-sucedido em cada uma de suas criações que, hoje, Sucupira é um município conhecido em todos os cantos do Brasil, e suas figuras mais evidentes – Odorico, Zeca Diabo, Dirceu Borboleta, Lulu Gouveia, as Cajazerias, Dona Chica Bandeira e Padre Honório – transformaram-se em personalidades nacionais.

 

Sempre com teor contestador, este Odorico na cabeça reúne os textos O chafarótico, Só cai quem monta, A Guerra das Malvadas, Um analista em Sucupira, Um jegue no Vaticano, O finado que o vento levou, e o roteiro original do primeiro episódio da trilogia de Sucupira vai às urnas – à época,por solicitação do PDT e do PTB, proibido de ir ao ar pelo Tribunal Regional Eleitoral.

 

Talento e engenho são duas qualidades marcantes em toda a produção literária do premiado Dias Gomes. Profundamente ligado às alegrias e tristezas do povo, o autor não apenas escolhe temas que estabelecem comunicação ampla com grandes massas humanas, mas que contribuem para edificá-las, ajudando-as a tomar consciência de si próprias e de seu legítimo direito de ter voz e voto sobre assuntos de interesse nacional.

 

Romancista, dramaturgo, autor de telenovelas e membro da Academia Brasileira de Letras, Dias Gomes foi um dos mais célebres nomes da escrita do século 20. Tendo falecido em 1999.

Sobre o autor

Foto de Dias Gomes
Dias Gomes

Alfredo de Freitas Dias Gomes nasceu em 1922 e escreveu diversas obras para o teatro, literatura, cinema e televisão. Entre suas peças teatrais, a mais célebre é O pagador de promessas (1959). Adaptada para o cinema em 1962, por Anselmo Duarte, conquistou vários prêmios internacionais, com destaque para a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Foi eleito para a Academia Brasileira de Letras em 11 de abril de 1991. Morreu num acidente automobilístico em 18 de maio de 1999.

Características

  • ISBN: 978-85-2862-423-6
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 23cm
  • Largura: 15.5cm
  • Profundidade: 0.8cm
  • Lançamento: 09-08-2022
  • Páginas: 154