Foto Pedagogia da indignação
Foto Pedagogia da indignação
Capa Pedagogia da indignação
4ª capa Pedagogia da indignação
Oferta!
 

Pedagogia da indignação

Autor(es): Paulo Freire
Editora: Paz & Terra
Selecione o formato

R$49,90 R$42,40

1 em estoque

Compartilhe:

Sinopse

Este é um livro escrito com paixão, que certamente apaixonará o leitor. Paulo Freire foi um pensador atuante, que fez da educação um instrumento humanizador de cunho ao mesmo tempo prático e utópico. Adversário do pragmatismo que tende a transformar em técnica imediatista as operações do saber, ele via na educação um conjunto de forças cujo alvo é a liberdade individual e a transformação social. Paulo sempre dizia que as verdadeiras ações éticas e genuinamente humanas nascem de dois sentimentos contraditórios: do amor e da raiva. Composto por cartas escritas pouco antes de seu falecimento, em maio de 1997, o livro foi organizado por sua esposa Ana Maria de Araújo Freire a partir das cartas manuscritas deixadas pelo autor. Um livro fundamental para quem estuda a obra freireana, tanto por conter as últimas reflexões do autor ainda em vida, como pela importância e modo de abordagem dos temas tratados. • Pedagogia da indignação é o último livro de Paulo Freire. Algumas cartas não chegaram a ser finalizadas, porque começaram a ser escritas pouco antes do seu falecimento, em maio de 1997. • Paulo Freire criou um método de alfabetização de jovens e adultos que leva seu nome. Seus textos e suas propostas educacionais são mundialmente conhecidos e respeitados. Em 2012, ele foi nomeado Patrono da Educação Brasileira.

Sobre o autor

Paulo Freire

Paulo Freire (Recife, 1921–São Paulo, 1997) é Patrono da Educação Brasileira. É um dos brasileiros mais célebres e um dos filósofos do século XX mais lidos do mundo, segundo levantamento do Massachusetts Institute of Technology. Escreveu dezenas de livros, entre eles, Pedagogia do oprimido, a terceira obra de ciências sociais e humanas mais citada no mundo, de acordo com a London School of Economics.
Em 1963, em Angicos, interior do Rio Grande do Norte, trezentos trabalhadores rurais foram alfabetizados em apenas 40 horas, pelo método proposto por Paulo Freire. Esse foi o resultado do projeto-piloto do que seria o Programa Nacional de Alfabetização do governo de João Goulart, presidente que viria a ser deposto em março de 1964. Em outubro desse mesmo ano, Freire deixou o Brasil para proteger a própria vida. Apenas voltou a visitar o país em 1979, com a abertura democrática.
Ao longo de sua história, Paulo Freire recebeu mais de cem títulos de doutor honoris causa, de diversas universidades nacionais e estrangeiras, além de inúmeros prêmios, como Educação para a Paz, da Unesco, e Ordem do Mérito Cultural, do governo brasileiro. Integra o International Adult and Continuing Education Hall of Fame e o Reading Hall of Fame.

Características

  • ISBN: 978-85-7753-290-2
  • Formato: Brochura
  • Suporte: Texto
  • Altura: 21cm
  • Largura: 14cm
  • Profundidade: 0.9cm
  • Lançamento: 13-02-2014
  • Páginas: 160