Terra das mulheres

Selecione o formato

R$39,90

Indisponível

Indisponível

Compartilhe:

Sinopse

Publicado pela primeira vez em 1915, Terra das mulheres mostra como seria uma sociedade utópica composta unicamente por mulheres.

Antes do leitor encontrar a suposta maravilha dessa utopia, terá de acompanhar três exploradores — Van, o narrador; o doce Jeff; e Terry, o machão — e suas considerações e devaneios sobre o país, no qual, os três têm a certeza de que também existem homens, ainda que isolados e convocados apenas para fins de reprodução. Um país só de mulheres, segundo os três, seria caótico, selvagem, subdesenvolvido, inviável.
Uma vez lá, Van, Jeff e Terry se dividem entre a curiosidade de exploradores com fins científicos e o impulso dominador de um homem, oscilando entre tentar entender mais sobre aquela utópica e desconhecida sociedade e o sonho de um harém repleto de mulheres que talvez estejam dispostas a satisfazê-los e servi-los.

Sobre o autor

Charlotte Perkins Gilman

Charlotte Perkins Gilman foi uma feminista, socióloga e escritora norte-americana, que escreveu contos, poesia e livros de não ficção. Suas conquistas foram excepcionais para uma mulher de sua época, e seus conceitos não ortodoxos e estilo de vida serviram de modelo para gerações futuras de feministas. Foi casada e teve uma filha chamada Katherine. Sofreu de depressão ao longo dos 10 anos de matrimônio – o que, provavelmente, inspirou seu conto mais notório e bem-sucedido, O papel de parede amarelo, publicado em 1892 e em 2016 pela editora José Olympio. Em 1900, casou-se pela segunda vez, com um primo, que ficou ao seu lado até morrer, em 1934. Em 1935, Charlotte descobriu um câncer de mama inoperável e se suicidou no dia 17 de agosto.

Características

  • ISBN: 978-85-01-11480-8
  • Título Original: Herland
  • Tradutor: Flávia Yacubian
  • Formato: Brochura
  • Altura: 21cm
  • Largura: 14cm
  • Profundidade: 1.4cm
  • Lançamento: 13-04-2018
  • Páginas: 256